Terça-feira, 10 de Maio de 2005

Viana Do Castelo



  Um relinchar desperta-o para a realidade. Em frente estava o seu companheiro de viagem . Muitos caminhos percorridos e, ali estava ele, sempre fiel, sempre amigo, ao contrário de muitos que se afastaram quando Marius mais necessitava deles. Bem!... Vá lá companheiro, vamos até Viana!

  Ouve-se o toc, toc dos cascos, no empedrado daquela velha ponte romana que tantas recordações trouxeram. Por baixo, o rio Lima bonançoso, corria em direcção ao mar. Barcos e barquinhas do Lima tinham navegado nessas águas quando o embarcadouro se fazia perto da Capela da Senhora da Guia.

  No lugar de Crasto era tradição representar “A Turquia”, uma peça de teatro que era representada por ocasião da Festa do Senhor da Cruz de Pedra, no segundo Domingo de Agosto.



  Esta peça simbolizava as guerras que existiram, principalmente no sul do país, entre Cristãos e Mouros. Esta peça é composta por doze personagens de cada lado: um rei, um capitão, um porta-bandeira, um espião, um embaixador e os restantes são soldados.

  Os "Cristãos" vêm de cima, do lado da Ribeira e os "Turcos" vêm de baixo, do lado de Ponte de Lima.

  A bandeira dos "Cristãos" tem uma cruz e a dos "Turcos" tem uma lua com a forma de quarto minguante e uma estrela.

  Há um primeiro combate na estrada e depois há outro no Largo da Devesa em frente à capela. Os combates são de um contra um e os "Cristãos" vão ganhando. Os "Turcos" acabam por perder e rendem-se ao "Rei Cristão".

  Por fim aparecem um anjo e um padre que vão baptizar os "Turcos".»

  Mas deixemos Ponte de Lima.

  Bandos de gaivotas assinalavam a proximidade do mar.

  Eis Viana do Castelo.



  Marius chegara por fim à princesa do Lima. A cidade debruça-se sobre o rio Lima e encosta-se à colina de Santa Luzia. Lá está também o mar a oferecer poentes admiráveis de cor e longes carregados de azul. Bem como o vale, aberto, escancarado, coalhado de verdes, a rasgar o nascente.

  Cidade quase plana, Viana estende-se entre o mar e o rio, recortada por ruas mais ou menos geométricas, cruzadas por vielas estreitas, praças e largos, de um pitoresco e tipicismo inconfundíveis.

  D. Sebastião chamou a esta terra de «notável». Um povo que se ofereceu com coragem, com fé e com alma à gesta dos Descobrimentos e a todas as campanhas de afirmação da Pátria.

  Cidade já habitada nos tempos imemoriais, havendo testemunhos arqueológicos do tempo do paleolítico, neolíticas e megalíticas. Sobranceira à cidade, estão as ruínas da Citânia de Santa Luzia.









  O traje vianense é sobejamente conhecido e é considerado o mais belo que se conhece em Portugal. Na Romaria da Nª Sª da Agonia é vê-los na Festa do Traje, um grandioso espectáculo-desfile com mais de mil intervenientes, apenas das freguesias do concelho.









  São igualmente muito conhecidos os bordados de Viana do Castelo.


Toalha de mesa


  São interessantes os lenços de namorados, contendo dizeres em frases simples que exprimem o amor de quem oferece.








  A Basílica aqui representada (Basílica de Santa Luzia) foi construída no início do século XX copiada do Sacré Couer de Monmartre, em Paris, o templo-monumento, desenhado pelo arquitecto Ventura Terra, de inspiração romântica e bizantina, situa-se no monte de Santa Luzia. É o miradouro mais deslumbrante do Alto Minho, dali se pode observar sobre o estuário do rio Lima, a cidade e o mar.
  Do topo da igreja, da sua pequena varanda, em dias limpos, vê-se até Ponte de Lima, para o interior, a minha terra, Póvoa de Varzim, para sul, e o monte de Santa Tecla já em Espanha, para norte.







 Junto à Basílica encontra-se a Citânia de Santa Luzia, a primitiva cidade de Viana.



  Com Amor e com carinho, Portugal no seu caminho!

publicado por marius70 às 04:57
link do post | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Torres Novas

. O Castelo de Almourol

. Tancos e o Tejo

. Tomar - A cidade dos Temp...

. Penela

.arquivos

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

SAPO Blogs

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub