Segunda-feira, 8 de Agosto de 2005

Guimarães - O Berço da Nacionalidade

 Marius segue o seu caminho procurando aqui e ali, vestígios da ocupação romana que tanto se fez sentir na Península Ibérica. Antes de entrar na cidade de Guimarães faz uma visita a Caldas das Taipas na qual se destaca uma antiga estância termal. A utilização terapêutica das suas águas remonta ao Império Romano.





 A comprová-lo, podemos encontrar, junto à Igreja Matriz da vila, um enorme bloco de granito - Pedra ou Ara de Trajano, com uma extensa inscrição em latim dedicada ao imperador romano Trajano Augusto, denunciando a procura e utilização, durante a época imperial, destas águas medicinais.




(clique na imagem para uma visita virtual à Citânia de Briteiros)


 A poucos quilómetros do centro da vila estão localizadas as estações arqueológicas do Castro de Sabroso e da Citânia de Briteiros, constituindo-se, sobretudo esta última, como um dos mais significativos exemplos de "Cultura Castreja" do nosso país e prova exemplar da existência de povoados pré-romanos nesta região.



 Marius vai então até Guimarães. Tendo já lá estado volta a locais seus conhecidos. Nas muralhas da cidade encontra-se a inscrição «Aqui Nasceu Portugal»



 O Castelo de Guimarães, sofreu várias alterações desde o tempo do conde D. Henrique até ao de D. João I, mas o mesmo ergueu-se sobre uma fortificação anterior, do século X, mandada edificar pela condessa de Mumadona e que fora destruída por normandos ou mouros.

 Segundo alguns historiadores ali nasceu D. Afonso Henriques, o nosso primeiro rei, em 1111, outros dão como local de nascimento Coimbra no ano de 1109, de uma forma ou de outra foi em Guimarães que nasce a Portucalidade.

 Marius visita a Igreja de S. Miguel do Castelo onde existe uma pia baptismal que segundo a tradição foi lá baptizado o nosso 1º Rei.

 Falar de Guimarães é falar da nossa estória mas faltam os elementos necessários para se fazer a história deste povoado. Sabemos sim que fazia parte do Condado - território administrado por um conde - Portucalense e é em Guimarães que o nobre francês, D. Henrique de Borgonha, se instala com armas e bagagens.

 Percorrendo a zona antiga da cidade, pela Rua de Santa Maria, marius vê ainda características das casas antigas, como sejam as varandas de madeira com balaústres, as varandas e janelas de rótulas, as paredes caiadas em tons ocre, e algumas portas quinhentistas. O tempo, tudo isto fará desaparecer.



 Como é natural, neste nosso Portugal, um dos pólos de maior interesse “turístico”, são as Igrejas. Em Guimarães entre o gótico e o barroco pode-se ver a bela fachada da Igreja da Oliveira (na imagem), a Igreja de S. Francisco, de S. Domingos, etc.






 Vamos então visitar Guimarães, a cidade berço, e aproveitar as Festas Gualterianas que estão a decorrer – revitalização das tradicionais e seculares “feiras de São Gualter” – de 5 a 8 de Agosto com Zés Pereiras, despique de Bandas, corridas de toiros, desfile de charretes antigas, a procissão de S. Gualter e o fogo de artifício que para o norte do país é sempre um ponto alto de qualquer festividade.





 Ah, e não podemos esquecer de provar a gastronomia e os vinhos da região, mas bebamos com moderação, pois a vida é para ser vivida e não perdida numa curva ou recta qualquer.

publicado por marius70 às 04:48
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Anónimo a 12 de Agosto de 2008 às 11:59
Olá marius. Vejo que ainda chegaste a tempo:))Eu estive lá, na Citânia de Briteiros e cada vez que lá vou descubro sempre pormenores novos que me escaparam nas outras vezes. Outra visita que faço sempre questão de fazer é às adegas :)) Mas bebo sempre moderadamente. :)) Um abraço Enviado por dojaya em agosto 8, 2005 12:02 AM

Sou eu novamente. Esqueci-me de te dar um endereço http://citania.csarmento.uminho.pt/ É site interessante. Neste endereço iniciamos uma visita virtual à Citânia de Briteiros. Um abraço Enviado por dojaya em agosto 8, 2005 01:08 AM

Obrigado dojaya pelas dicas e assim já podemos fazer aqui uma visita virtual à Citânia de Briteiros. Um abraço. Enviado por marius70 em agosto 9, 2005 08:29 AM

Infelizmente o nosso lindo Portugal está doente e muito.A sua doença é grave e dá pelo nome de CORRUPÇAO. A corrupçao aflige quase cada um dos portugueses. Os ricos: politicos, economistas e empresarios querem ser mais ricos por isso sao corruptos e ocupam lugares de chefia onde em lugar de velar pelos interesses de Portugal, fazem favores aos amigos, endividam Portugal, porque sabem que quando acabar o seu mandato terao lugar seguro no concelho executivo das empresas às quais fazem favores.Se alguem os despedir têm logo direito a reformas milionarias pelo bem que fizeram a Portugal. Os pobres nao têm outro remedio que ser um pouco corruptos, porque se por vontade do Governo e dos empresarios fosse voltariamos à escravidao e acabava-se com os salarios de vez. É assim este Portugal tao socialista que é e com a maior desigualdade da Europa entre ricos e pobres.Para termos amigos socialistas assim, antes prefiro os enimigos. Enviado por Helder Santos em agosto 17, 2005 01:06 PM

Olá marius. Encontrei esta pequena informação sobre Guimarães: Cidade de origem medieval, Guimarães tem as suas raízes no remoto século X. Foi nesta altura que a Condessa Mumadona Dias, viúva de Hermenegildo Mendes mandou construir um mosteiro, que se tornou num pólo de atracção e deu origem à fixação de um grupo populacional. Paralelamente e para defesa do aglomerado, Mumadona construiu um castelo a pouca distância, na colina, criando assim um segundo ponto de fixação. A ligar os dois núcleos formou-se a Rua de Santa Maria.Continuação de uma boa viagem. Enviado por sunset em setembro 6, 2005 07:06 AM

As Festas Nicolinas são as Festas dos Estudantes do Secundário de Guimarães. Mas são, também - e, provavelmente, ainda mais - as Festas de todos aqueles que um dia passaram pelo Ensino Secundário em Guimarães. Para as novas gerações são as Festas de toda a Cidade, porque todos já passaram um dia pelas Escolas Vimaranenses. No livro "Pregões de São Nicolau" pode ler-se que "marcadas pelos usos e costumes populares da região, pela influência do Classicismo e do Romantismo e pela intervenção crítica do fenómeno social", as Festas Nicolinas são motivo de celebração e diversão com os folguedos próprios da Juventude quase sempre acompanhados por um característico som de fundo: o troar dos bombos e caixas executando os característicos "Toques Nicolinos". São Festas, com uma riqueza etnográfica notável, que têm merecido investigações de antropologia social, que todos os anos na noite de 29 de Novembro enchem as ruas da Cidade de Guimarães com dezenas de milhares de participantes de todas as idades, a tocarem bombo ou caixa, com apenas placas de meia dúzia de piadas, algumas - poucas, cada vez menos - juntas de gado e uma árvore, um pinheiro, transportado por carro de bois que é levantado no centro da Cidade. Que saudades dos meus tempos de estudante!!! Enviado por sunset em setembro 6, 2005 07:10 AM

Não sei qual a tua formação, mas acho que devias fazer uma reciclagem, pois não foi D. Afonso Henriques que mandou erigir o castelo de Guimarães mas sim Mumadona como comentou Sunset. Ah, também te devias informar melhor sobre a Citânia de Briteiros, porque se vamos ensinar história, pelo menos que esteja correcta, não achas? Já agora o site que Dojaya deu não existe, www.csarmento.uminho.pt é o site correcto. Vamos confirmar correctamente as nossas fontes, sim? Obrigado. Enviado por Lica em dezembro 29, 2005 04:31 PM

Pois é Lica, a ignorância e a presunção são atributos de muita gente que pensa que vem aqui ensinar o padre nosso ao vigário. Se por acaso sabe português, língua que teve origem no latim, essa sim uma língua morta, deveria saber ler e interpretar como deve ser o tema. Nunca referi que o Castelo de Guimarães foi construído pelo nosso 1º Rei. O site que o dojaya deu está correcto e se clicar na imagem que tenho no tema vai parar à Citânia, o que não acontece com o endereço que aqui deixou que dá erro. Espero que leia atentamente e se os seus comentários não têm consistência agradecia que evitasse comentar pois já vi que as suas fontes são fontes de água inquinada. Fique bem. Enviado por marius70 em dezembro 30, 2005 12:00 AM

tao bom ver que ha ainda pessoas neste mundo a partilhar lindos interesses..obrigado por postar fotos da minha terra ;) o blog ta fixe! Enviado por Nelinha em março 23, 2006 11:55 AM


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Torres Novas

. O Castelo de Almourol

. Tancos e o Tejo

. Tomar - A cidade dos Temp...

. Penela

.arquivos

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

SAPO Blogs

.subscrever feeds